Investir: eis a questão…

Pequenas e médias empresas sempre tiveram dificuldades para iniciar e investir em seus negócios. A burocracia para se abrir uma empresa, aliado a altos impostos e a concorrência são fatores que desestimulam alguns empreendedores.

Os primeiros anos são sempre os mais desafiadores e grande parte abandona o sonho de ter o seu próprio negócio.
Aqueles que seguem nesse sonho, após iniciar suas atividades, se deparam com outra dificuldade: investir em seu negócio.

Segundo o Wikipédia, investimento significa a aplicação de capital em meios de produção, visando o aumento da capacidade produtiva (instalações, máquinas, transporte, infraestrutura) ou seja, em bens de capital. O investimento produtivo se realiza quando a taxa de lucro sobre o capital supera ou é pelo menos igual à taxa de juros ou que os lucros sejam maiores ou iguais ao capital investido.

Antes de tudo, sua empresa deve analisar se esse investimento vai:

economizar tempo;
economizar dinheiro;
aumentar produção;
aumentar vendas;
facilitar seus clientes.

Siga em frente

Se as respostas forem “SIM”, junte todas as informações possíveis desse investimento e faça um planejamento de metas antes de adquirir essa nova tecnologia ou serviço.

As etapas seguintes devem ser acompanhadas de perto até que comecem a aparecer os resultados esperados.

Geralmente, investimentos significativos tendem a dar retorno a médio/longo prazo e por isso algumas empresas acabam desistindo no meio do caminho.

Nada que um bom planejamento estratégico aliado a perseverança e bons profissionais, não tragam ótimos resultados.

Print Friendly
Posted in: