Arquivos da ditadura estarão na internet a partir de hoje

Um milhão de páginas de arquivos e prontuários do extinto Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo (DOPS), órgão de repressão do país no período da ditadura militar, foram digitalizados e poderão ser acessados na internet a partir desta segunda-feira, quando completa 49 anos do golpe militar. Segundo a Agência Brasil, a digitalização dos documentos foi feita em dois anos e deve continuar até 2014.

O anúncio será feito às 10h30 pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, na sede do Arquivo Público do estado, na capital paulista. Serão divulgados 274.105 fichas digitalizadas e 12.874 prontuários, produzidos pelo DOPS até 1983, pelo Departamento de Comunicação Social entre 1983 e 1999 e pelo DOPS de Santos.

Para o Ministério da Justiça, além da relevância histórica, o material facilitará o trabalho de reparação feito pela Comissão de Anistia, uma vez que poderá ser usado como ferramenta para que perseguidos políticos e suas famílias consigam comprovar parte das agressões sofridas no período da ditadura.

Para a realização do trabalho, a Comissão de Anistia transferiu mais de 400 000 reais à Associação de Amigos do Arquivo. Em dezembro de 2012, o Ministério da Justiça autorizou novo repasse, de mais 370 000 reais, para digitalização de outros acervos. O trabalho é resultado da parceria entre a Associação dos Amigos do Arquivo Público de São Paulo e o projeto Marcas da Memória da Comissão de Anistia, do Ministério da Justiça, com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Fonte: Veja

Print Friendly
Posted in: