Microsoft anuncia Visual Studio 2013 e Visual Studio Online gratuitos no Brasil

A Microsoft anunciou hoje a disponibilidade gratuita do Visual Studio 2013 e do Visual Studio Online no Brasil. Entre as principais novidades está o fato do software permitir o armazenamento na nuvem e trabalho em equipe de até cinco pessoas, além do desenvolvimento de aplicativos e sites multiplataforma.

Sendo assim, ao criar uma aplicação para Internet Explorer, será possível executá-la no Chrome e no Firefox. O mesmo acontece no ambiente móvel: um app para Windows Phone 8 também roda em Android e iOS. O Visual Studio chegou recentemente à marca de 60 milhões de downloads.

“Em um mundo em que basicamente as pessoas têm os aparelhos que têm, não podemos esperar que elas mudem de repente do Android e do iOS para o Windows Phone. Temos que ir onde o cliente está, seja uma pequena startup ou uma grande empresa que permita o BYOD”, disse John Montgomery, diretor de gerenciamento de software na Microsoft, à Info.

Mais de 175 mil apps estão disponíveis na Windows Phone Store. Desde o lançamento do Windows Phone 8, a empresa viu um aumento de mais de 262% nos downloads em sua loja virtual.

A Microsoft informou que espera que o número de smartphones que rodam Windows Phone ultrapasse o de iOS no Brasil nos próximos meses.

O Visual Studio, que chegou recentemente à marca de 60 milhões de downloads, oferece um programa para captar usuários ainda na faculdade e disponibiliza o software de desenvolvimento gratuito por até dez anos. “Você só começa a pagar quando sua empresa já estiver tendo lucro o suficiente para isso”, afirmou Montgomery.

O Microsoft Virtual Academy ajuda na capacitação da comunidade de desenvolvedores, enquanto o DreamSpark oferece ferramentas gratuitas para estudantes para a criação de apps e o BizSpark faz o mesmo pelas startups.

Entretanto, o Visual Studio não pode criar aplicativos para o console Xbox, já que ele precisa de um kit de ferramentas de desenvolvimento específicas.

Com informações de Info

Fonte: iMasters

Print Friendly
Posted in: